31 de maio de 2021

BRASIL DISTÓPICO

Emendas, emendas, emendas, cada vez mais emendas e, todas, piores, mas muito piores que o soneto. Tudo começou com um “golpe” e a escolha de alguém que sequer deveria ter tido o direito de se candidatar.

Este governo é um arremedo de um remendo que não vale um moeda de três reais. Um monstro com uma cabeça patética e cínica que empesteia o país, espalha excrementos provocando emanações nauseabundas e faz-nos prisioneiros de uma DISTOPIA.

O Brasil está sob uma DISTOPIA* que deixa filmes como “Apocalipse Now”, “O Livro de Elias”, “Mad Max”, “The Rain”, “O Poço” e “Parasita” nos chinelos.

Veja o “ministério de Bolsonaro” que tem comandado o país nestes dois anos, o grande escultor da DISTOPIA.

Pazuello, Teich, Queiroga, Damares, Regina Duarte, Ernesto, Guedes, Marcos Pontes, Fábio Faria, Lorenzoni, Braga Neto, Luiz Eduardo Ramos, André Mendonça, Tereza Cristina, Augusto Heleno, Milton Ribeiro, Abraham Weintraub, Ricardo Velez Rodrigues, Decotelli, Ricardo Salles, Flávia Arruda e outros.

Afirmar que esta turma é minimamente competente, bem intencionada e proba é escarrar na nossa cara e conspirar contra a razão

É preciso pôr fim a este governo!

Torço pra que a CPI do Senado conclua pela necessidade de um Impeachment e que o parlamento não se omita, pois não nos parece ser suportável esperar 2022. Se os indícios de ilegalidade não se comprovarem, tudo bem. E que continue o governo até que o derrotemos nas eleições de 2022. 

Os brasileiros no futuro, precisarão pressionar o parlamento pra que se aprove uma legislação que criminalize os cidadãos que forem flagrados fazendo apologia à ditadura militar entre 1964 e 1985 e a governos como este chefiado por Jair Bolsonaro. 

  

* DISTOPIA significa um lugar, num dado período, marcado por um regime político opressor em que os indivíduos ficam privados dos direitos básicos, como a liberdade e os meios dignos de sobrevivência.

Nenhum comentário:

ESPECULAÇÃO SOBRE O TEMPO

CIRES PEREIRA Senhor imaterial das vidas humanas Divindade colossal sem seguidores Referência nada mensurável Suserano que prescinde de baju...