1 de fevereiro de 2021

VULGARIDADE EM PESSOA

CIRES PEREIRA
Ele que sempre evoca Deus ...
Tal qual o mais estúpido dos Cristeros
Um grasnento da Tradição Família e Propriedade
Um empedernido militante Opus Dei
Ou um pretenso exorcista em catarse
Seria ele ...
Um órfão extemporâneo de um clérigo de Vendéia?
Um entusiasmado seguidor de Torquemada?
A reencarnação de um douto qualquer de Trento?
Um sobrevivente da comuna erigida por Jim Jones?
Nenhuma das anteriores!
É mais um “não mais católico” ciscando noutros “terreiros” arrebanhados por Malafaias e Macedos.
Ou o que puder ser de sua conveniência e agrado
Nos seus momentos pouco ou nada sagrados.
Nos quartéis em busca de reverências e nos templos, afagosenquanto simula contrição.
Bufão que se farta com os risos de seus asseclas
Escarnece até da idiotia coletiva que o escolheu.
Pra governar esta terra de poucos donos.
Messiânico, conservador, autocrata
Seguidor dos sabidões (sic) de Chicago
Doutrinado na “superior” Escola de Guerra.
Quinta coluna da versão topete do Tio Sam
Assíduo usuário da fonte do charlatanismo
Contumaz detrator do cientificismo
Figura chinfrim e aspirante ao quinto do limbo.
Motivo de vergonha de quem ainda se envergonha

A vulgaridade em pessoa. 

Nenhum comentário: