O FIM DA ERA TRUMP

CIRES PEREIRA

O Democrata Joe Biden elegeu-se presidente dos EUA e será o 46.* a ocupar este cargo. Derrotou o Republicano Donald Trump que tentava se reeleger. Não há algo de novo ou surpreendente que se possa esperar da gestão democrata. Lembremos que a correlação de forças no Poder Legislativo, que é bicameral, continuou equilibrada, republicanos tem maioria no Senado e democratas na Câmara dos Representantes.
O que se pode fazer hoje é uma análise sobre os impactos da derrota republicana nos EUA e no Mundo. Certamente o Mundo e os EUA respiram mais aliviados, Trump era sempre um risco ao equilíbrio norte-americano e ao equilíbrio mundial. Os governos europeus, asiáticos, africanos e latino-americanos americanos, com raras exceções (Bolsonaro é uma destas), sabem o quão a política externa estadunidense foi danosa.
As ciências e os cientistas de um modo geral sabem bem o quanto tem sido difícil, em meio à pandemia do Coronavírus, a postura negacionista de Trump. Nós sabemos que milhões de americanos não teriam sido infectados e milhares não teriam morrido se o governo dos EUA levasse em conta as orientações dos especialistas.
Trump sai da Casa Branca após ter, reiteradas vezes, dito que os EUA não iriam mais participar do Acordo de Paris sobre o Clima. Esperamos que Biden recoloque o país neste Acordo.
Trump era uma importante referência e estímulo para a extrema direita que se rearticula pelo mundo afora, num movimento só comparado ao que se viu nos anos entre as guerras mundiais. Sem o governo dos EUA, Trump perde audiência. É óbvio que outros “Trumps” aparecerão, mas é pouco provável que um tipo feito Trump retome a presidência dos EUA tão cedo.
O ano de 2020 tem sido muito penoso pra os sete e meio bilhões de seres humanos e os quinquilhoes de outros seres vivos. Afinal de contas, Trump e Coronavírus são as causas principais do drama mundial. Mais quatro anos suportando Trump, era o pior dos cenários. As vacinas pra estancarem a Pandemia e o fim do governo Trump são a garantia de um final de ano muito melhor e boas perspectivas pra 2021 e 2022.


PS: Biden está eleito e será o novo presidente dos EUA. Os setores descentes espalhados pelo mundo sabem o quão a derrota de Trump é significativa. Trump sempre se pautou por uma conduta abjeta, infame e cretina.
Sua presidência colocou o mundo sob alerta, fez acusações infundadas contra governos e autoridades globais que não se alinharam com o seu governo é sempre flertou com a confrontação.
Internamente ignorou os apelos da comunidade científica e expôs a sociedade estadunidense ao Coronavírus e os resultados são alarmantes: milhões de infectados e milhares de mortos.
A gestão Trump deverá ser considerada pelos analistas tão incompetente e perversa quanto as gestões de seus colegas de partido como Hebert Hoover (1929/33), Richard Nixon (1969/74), Gerald Ford (1974/77), Reagan (1981/89) e os “Bushes” da vida.

Comentários