1 de fevereiro de 2021

MORTIS IN BRASIS

CIRES PEREIRA
As árvores ardem em chamas
Os bichos agonizam no fogo
Pássaros não podem pousar
Nos ninhos dilacerados
Filhotes e ovos cremados
Homens e mulheres pobres
Desprovidos de empregos
Sobrevivem com migalhas
Lançadas pelo governo
Até quando não se sabe
Nas cidades cobertas pelas fuligens
Que voam das árvores consumidas
Pelas inclementes labaredas
Destruição e desolação povoam
Lá no campo, cá na cidade
Milhões de vítimas do vírus
Alcunhado de Chinês pelos vis
Muitas vidas subtraídas
Que poderiam ter sido salvas
Caso existisse governo
Uma realidade caótica
No curral dos coturnos
Na terra dos “bons e cristãos”
Em todos os quintos dos “brasis”
Que o raio preferiu não partir.


Nenhum comentário:

ESPECULAÇÃO SOBRE O TEMPO

CIRES PEREIRA Senhor imaterial das vidas humanas Divindade colossal sem seguidores Referência nada mensurável Suserano que prescinde de baju...