A OFENSA A ZUMBI DOS PALMARES

CIRES PEREIRA
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
“ Zumbi” Autor Antônio Parreiras
Para o bolsonarista Sérgio Carmago, Presidente da Fundação Palmares, o líder negro Zumbi dos Palmares “era um filho da puta que escravizava pretos” e que não tem que apoiar o “Dia da Consciência Negra”.

Zumbi sucedeu Ganga Zumba à frente do Quilombo dos Palmares e enfrentou a ofensiva liderada pelo Bandeirante Domingos Jorge Velho, que era uma mercenário, acabou sendo emboscado e morto no dia 20 de novembro de 1695. 

Sua cabeça foi decepada e exposta no centro do Recife. 

Sérgio também afirmou que o Movimento Negro é “uma escória maldita que abriga vagabundos”. No mundo inteiro assistimos a uma forte reação contra o racismo que ainda impera. 

A fala de Sérgio Camargo, que é afro-brasileiro, contraria o esforço que se empreende contra toda e qualquer forma segregacionista. Mas acima de tudo, exprime a indiferença do governo Bolsonaro em relação às justas demandas da imensa comunidade afro-brasileira.

Comentários