24 de julho de 2019

TERROR NO SRI LANKA

Atentados contra católicos que celebravam a “Páscoa” no Sri Lanka matam 290 pessoas e deixam mais de 400 feridos. Nenhum grupo ainda reivindicou ainda a autoria destes atentados ocorridos em três templos católicos e quatro hotéis de luxo pelo país.

UM POUCO DE HISTÓRIA

Sri Lanka é uma ilha localizada no Oceano Índico ao sul da Índia. Foi colonizada pelos portugueses até meados do século XVII, quando os holandeses tomaram a ilha e por lá permaneceram até o início do século XIX. Os ingleses foram os derradeiros colonizadores do “Ceilão”, por lá ficaram até a independência em 1948.

O evento mais impactante após a independência do Sri Lanka, foi a guerra civil, iniciada em 1983, entre as forças governamentais apoiadas pela maioria cingalesa (budistas) e a minoria étnica Tamil (hinduístas) que se concentra no extremos norte e leste da país.

Nos final dos anos 70, os Tâmeis, que sempre se sentiram excluídos pelos governos de maioria budista e cingalesa, criaram uma força paramilitar pra lutar pela separação das regiões onde eram majoritários, os Tigres De Liberação da Pátria Tamil”

Em 2009, soldados do governo mataram Prabhakaran, líder dos “Tigres” e a guerra chegou ao fim.

Depois da guerra civil, a intolerância continuou, pois têm ocorrido, esporadicamente, atentados reivindicados por organizações radicais, vinculadas aos “ex-Tigres”, aos muçulmanos sunitas que constituem 10% da população e por radicais budistas.

O clima tenso sempre existiu no país antes e depois da guerra civil. Tanto do lado dos budistas, quanto do lado das minorias religiosas sempre existiram pessoas e organizações dispostas a tudo. Fica difícil encontrar os verdadeiros culpados, ainda que saibamos quem desferiu os ataques.

Nenhum comentário: