4 de dezembro de 2016

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - SOCIOLOGIA

PROFESSOR CIRES PEREIRA

04) Simples, saborosa e, acima de tudo, exótica. Se a culinária brasileira tem o tempero do estranhamento, esta verdade decorre de dois elementos: a dimensão do território e a infinidade de ingredientes. Percebe-se que o segredo da cozinha brasileira é a mistura com ingredientes e técnicas indígenas. É esse o elemento que a torna autêntica. 

POMBO, N. Cardápio Brasil. Nossa História, n. 29. mar. 2006 (adaptado). 

O processo de formação identitária descrito no texto está associado à 

A) imposição de rituais sagrados.
B) assimilação de tradições culturais.
C) tipificação de hábitos comunitários.
D) hierarquização de conhecimentos tribais.
E) superação de diferenças etnorraciais.


09) O processo de justiça é um processo ora de diversificação do diverso, ora de unificação do idêntico. A igualdade entre todos os seres humanos em relação aos direitos fundamentais é o resultado de um processo de gradual eliminação de discriminações e, portanto, de unificação daquilo que ia sendo reconhecido como idêntico: uma natureza comum do homem acima de qualquer diferença de sexo, raça, religião etc. 

BOBBIO. N. Teoria geral da política: a filosofia política e as lições dos clássicos. Rio de Janeiro: Campus, 2000. De acordo com o texto, a construção de uma sociedade democrática fundamenta-se em: 

A) A norma estabelecida pela disciplina social. 
B) pertença dos indivíduos à mesma categoria. 
C) A ausência de constrangimentos de ordem pública. 
D) A debilitação das esperanças na condição humana. 
E) A garantia da segurança das pessoas e valores sociais. 


12) O Movimento Negro Unificado (MNU) distingue-se do Teatro Experimental do Negro (TEN) por sua crítica ao discurso nacional hegemônico. Isto é, enquanto o TEN defende a plena integração simbólica dos negros na identidade nacional “híbrida”, o MNU condena qualquer tipo de assimilação, fazendo do combate à ideologia da democracia racial uma das suas principais bandeiras de luta, visto que, aos olhos desse movimento, a igualdade formal assegurada pela lei entre negros e brancos e a difusão do mito de que a sociedade brasileira não é racista teriam servido para sustentar, ideologicamente, a opressão racial. 

COSTA, S. Dois Atlânticos: teoria social, antirracismo, cosmopolitismo. Belo Horizonte: UFMG, 2006 (adaptado) No texto, são comparadas duas organizações do movimento negro brasileiro, criadas em diferentes contextos históricos: o TEN, em 1944, e o MNU, em 1978. 

Ao assumir uma postura divergente da do TEN, o MNU pretendia 

A) pressionar o governo brasileiro a decretar a igualdade racial. 
B) denunciar a permanência do racismo nas relações sociais. 
C) contestar a necessidade da igualdade entre negros e brancos. 
D) defender a assimilação do negro por meios não democráticos. 
E) divulgar a ideia da miscigenação como marca da nacionalidade. 


20) A forma de organização interna da indústria citada gera a seguinte consequência para a mão de obra nela inserida:


A) Ampliação da jornada diária.
B) Melhoria da qualidade do trabalho.
C) Instabilidade nos cargos ocupados.
D) Eficiência na prevenção de acidentes.
E) Desconhecimento das etapas produtivas.

26) A favela é vista como um lugar sem ordem, capaz de ameaçar os que nela não se incluem. Atribuir-lhe a ideia de perigo é o mesmo que reafirmar os valores e estruturas da sociedade que busca viver diferentemente do que se considera viver na favela. Alguns oficiantes do direito, ao defenderem ou acusarem réus moradores de favelas, usam em seus discursos representações previamente formuladas pela sociedade e incorporadas nesse campo profissional. Suas falas se fundamentam nas representações inventadas a respeito da favela e que acabam por marcar a identidade dos indivíduos que nela residem.

RINALDI, A. Marginais, delinquentes e vítimas: um estudo sobre a representação da categoria favelado no tribunal do júri da Cidade do Rio de Janeiro. ln: ZALUAR, A.; ALVITO, M. (Orgs.).Um século de favela. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1998.

O estigma apontado no texto tem como consequência o(a)

A) aumento da impunidade criminal.
B) enfraquecimento dos direitos civis.
C) distorção na representação política.
D) crescimento dos índices de criminalidade.
E) ineficiência das medidas socioeducativas.


29) 
Texto I

Cidadão
Tá vendo aquele edifício, moço?
Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
Duas pra ir, duas pra voltar
Hoje depois dele pronto
Olho pra cima e fico tonto
Mas me vem um cidadão
E me diz desconfiado
“Tu tá aí admirado
Ou tá querendo roubar?”
Meu domingo tá perdido
Vou pra casa entristecido
Dá vontade de beber
E pra aumentar meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer.

BARBOSA, L. ln: ZÊ RAMALHO. 20 Super Sucessos.Rio de Janeiro: Sony Music, 1999 (fragmento).

Texto II

O trabalhador fica mais pobre à medida que produz mais riqueza e sua produção cresce em força e extensão. O trabalhador torna-se uma mercadoria ainda mais barata à medida que cria mais bens. Esse fato simplesmente subentende que o objeto produzido pelo trabalho, o seu produto, agora se lhe 
opõe como um ser estranho, como uma força independente do produtor.

MARX, K. Manuscritos econômicos-filosóficos(Primeiro manuscrito).São Paulo: Boitempo Editorial, 2004 (adaptado).

Com base nos textos, a relação entre trabalho e modo de produção capitalista é

A) baseada na desvalorização do trabalho especializado e no aumento da demanda social por novos postos de emprego.
B) fundada no crescimento proporcional entre o número de trabalhadores e o aumento da produção de bens e serviços.
C) estruturada na distribuição equânime de renda e no declínio do capitalismo industrial e tecnocrata.
D) instaurada a partir do fortalecimento da luta de classes e da criação da economia solidária.
E) derivada do aumento da riqueza e da ampliação da exploração do trabalhador.

36) Ações de educação patrimonial são realizadas em diferentes contextos e localidades e têm mostrado resultados surpreendentes ao trazer à tona a autoestima das comunidades. Em alguns casos, promovem o desenvolvimento local e indicam soluções inovadoras de reconhecimento e salvaguarda do patrimônio cultural para muitas populações.

PELEGRINI. S. C. A.; PINHEIRO, A. P. (Orgs.). Tempo, memória e património cultural.Piaul: Edupi, 2010.

A valorização dos bens mencionados encontra-se correlacionada a ações educativas que promovem a(s)

A) evolução de atividades artesanais herdadas do passado.
B) representações sociais formadoras de identidades coletivas.
C) mobilizações políticas criadoras de tradições culturais urbanas.
D) hierarquização de festas folclóricas praticadas por grupos locais.
E) formação escolar dos jovens para o trabalho realizado nas comunidades

41) A Justiça de São Paulo decidiu multar os supermercados que não fornecerem embalagens de papel ou material biodegradável. De acordo com a decisão, os estabelecimentos que descumprirem a norma terão de pagar multa diária de R$ 20 mil, por ponto de venda. As embalagens deverão ser disponibilizadas de graça e em quantidade suficiente.

Disponível em: www.estadao.com.br. Acesso em: 31 jul. 2012 (adaptado).

A legislação e os atos normativos descritos estão ancorados na seguinte concepção:

A) Implantação da ética comercial.
B) Manutenção da livre concorrência. 
C) Garantia da liberdade de expressão.
D) Promoção da sustentabilidade ambiental.
E) Enfraquecimento dos direitos do consumidor.

Postar um comentário