29 de maio de 2016

PRECISAMOS FALAR SOBRE A CEF

CIRES PEREIRA
A CEF (Caixa Econômica Federal) já tem um novo comando. O Ministro da economia Henrique Meirelles escolheu Gilberto Occhi que era Ministro das Cidades e vinculado ao Partido Progressista. Este partido rompeu com o governo Dilma logo após a saída do PMDB, com a condição de que teria cargos relevantes na administração Temer e, o comando da Caixa Econômica Federal, é um destes “trinta dinheiros”. 

27 de maio de 2016

C.P, 16

CIRES PEREIRA

Este é o seu código, mas torço pra que um dia possamos te chamar de Cláudia, Carmem, Cinara, Cleide, Carla ou outro nome com "C". O Brasil, C.P, ainda precisará de muita vergonha pra se desculpar pelo dano que te causou. Somos parte responsável pelo mal que te fizeram. Há uma distância muitíssimo pequena entre uma piadinha misógina e sexista e a brutalidade ocorrida.

22 de maio de 2016

EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO DE NOSSAS CRIANÇAS

PROFESSOR CIRES PEREIRA


Criança é, por definição, todo ser humano na fase inicial (básico e ou fundamental) do processo de aprendizagem ou instrução. Numa perspectiva mais abrangente é todo ser humano nos seus “primeiros passos” do processo de educação.

21 de maio de 2016

"EU ACUSO"

Cires Pereira

Há pouco mais de 120 anos o escritor francês Émile Zola escreveu uma carta endereçada ao Presidente da 3ª República Francesa intitulada "J'accuse". Nela Zola demonstrou sua indignação diante do avanço do antissemitismo na França, patente na condenação do Capitão Dreyfus, que era judeu. Dreyfus, mesmo sem provas suficientes de que traíra o seu país, foi condenado por supostamente ter passado segredos militares franceses à Alemanha na guerra de 1870. J'accuse tornou-se um libelo em favor da liberdade e da tolerância e por este motivo o tomei emprestado do autor de "Germinal", por isso fiz questão de aspear "Eu acuso".

1 de maio de 2016

1º DE MAIO: DIA DOS TRABALHADORES

CIRES PEREIRA
Hoje não é o dia do trabalho, mas o dia dos trabalhadores.
Não um dia de festas, mas mais um dia de conscientização.
Não um dia de comemorações, mas mais um dia de mobilização.
Não um dia de descanso, mas mais um dia de luta.

HISTÓRIA DO 1º DE MAIO E OS MÁRTIRES DE CHICAGO

Cires Pereira


Amanheceu na barulhenta, fétida e dinâmica Chicago mais um primeiro dia de maio. Naquele 1886, o primeiro dia do quinto mês ficou marcado na história pra sempre. A miséria que acometia a maioria queria tambem desfilar onde só se via uma Chicago opulenta. Trabalhadores e trabalhadoras de todos os cantos da cidade, encheram-se de coragem e afluíram para as vias centrais da cidade até então trafegadas por carros, estes ainda tracionados por animais, uns com mercadorias e outros com granfinos.