4 de dezembro de 2016

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - HISTÓRIA

PROFESSOR CIRES PEREIRA


02) Na imagem, o autor procura representar as diferentes gerações de uma família associada a uma noção consagrada pelas elites intelectuais da época, que era a de 



A) defesa da democracia racial.
B) idealização do universo rural.
C) crise dos valores republicanos.
D) constatação do atraso sertanejo.
E) embranquecimento da população.


ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - FILOSOFIA

CIRES PEREIRA

01) Fundamos, como afirmam alguns cientistas, o antropoceno: uma nova era geológica com altíssimo poder de destruição, fruto dos últimos séculos que significaram um transtorno perverso do equilíbrio do sistema-Terra. Como enfrentar esta nova situação nunca ocorrida antes de forma globalizada e profunda? Temos pessoalmente trabalhado os paradigmas da sustentabilidade e do cuidado como relação amigável e cooperativa para com a natureza. Queremos, agora, agregar a ética da responsabilidade. 
BOFF, L. Responsabilidade coletiva. Disponível em: http://leonardoboff.wordp ress.com. Acesso em: 14 maio 2013. 

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - GEOGRAFIA

CIRES PEREIRA
05) Durante as três últimas décadas, algumas regiões do Centro-Sul do Brasil mudaram do ponto de vista da organização humana, dos espaços herdados da natureza, incorporando padrões que abafaram, por substituição parcial, anteriores estruturas sociais e econômicas. Essas mudanças ocorreram, principalmente, devido à implantação de infraestruturas viárias e energéticas, além da descoberta de impensadas vocações dos solos regionais para atividades agrárias rentáveis. 
AB’SABER, A. N. Os domínios de nature:ta no Brasil: potencialidades pa, saglst,cas São Paulo: Ateliê Editorial, 2003 (adaptado) 

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - SOCIOLOGIA

PROFESSOR CIRES PEREIRA

04) Simples, saborosa e, acima de tudo, exótica. Se a culinária brasileira tem o tempero do estranhamento, esta verdade decorre de dois elementos: a dimensão do território e a infinidade de ingredientes. Percebe-se que o segredo da cozinha brasileira é a mistura com ingredientes e técnicas indígenas. É esse o elemento que a torna autêntica. 

POMBO, N. Cardápio Brasil. Nossa História, n. 29. mar. 2006 (adaptado). 

27 de novembro de 2016

FUVEST 2017 - RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA 1ª FASE

PROFESSOR CIRES PEREIRA

24) Esta imagem integra o manuscrito de uma das mais notáveis obras da cultura medieval. 
A alternativa que melhor caracteriza o documento é: 

14 de novembro de 2016

UNESP 2017 RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA 1ª FASE

PROF CIRES PEREIRA


31) Apesar de sua dispersão geográfica e de sua fragmentação política, os Gregos tinham uma profunda consciência de pertencer a uma só e mesma cultura. Esse fenômeno é tão mais extraordinário, considerando-se a ausência de qualquer autoridade central política ou religiosa e o livre espírito de invenção de uma determinada comunidade para resolver os diversos problemas políticos ou culturais que se colocavam para ela. 

(Moses I. Finley. Os primeiros tempos da Grécia, 1998. Adaptado.) 

7 de outubro de 2016

ESTADO ISLÂMICO EM ISRAEL?

CIRES PEREIRA


Não é razoável que o Estado Islâmico ataque Israel, primeiro porque os domínios do EI no Iraque e na Síria não são fronteiriços com Israel, segundo porque seria uma operação que demandaria recursos que o EI não os tem e, principalmente, porque Israel dispõe de um potencial bélico muito superior ao do EI. Na Síria, por exemplo os militantes do EI conseguiram, no máximo, alcançar uma região distante a 80 quilômetros das Colinas de Golã que ainda é controlada pelos israelenses.

23 de setembro de 2016

PROPOSIÇÕES PARA UMA REFORMA NO ENSINO BÁSICO

CIRES PEREIRA*

* Professor de Sociologia e de História no Ensino Médio na Rede Privada nas cidades de Uberlândia e Araguari MG - Graduado em Licenciatura Plena de História pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia).

Segundo o censo educacional elaborado pelo MEC em 2014, haviam 50 milhões de matriculados entre o maternal e o ensino médio. Destes, 82% matriculados na rede pública e 18% matriculados na rede privada. Particularmente, no Ensino Médio eram 1.070.000 ou 13% matriculados na rede privada e 7.200.000 ou 83% na rede pública.

No ensino superior há uma inversão nestes percentuais, a saber: 5.8 milhões de matrículas nas 2.070 instituições privadas e 2 milhões de matrículas nas 300 instituições públicas.

O ingresso nas instituições públicas, pelo Vestibular ou ENEM, aponta uma realidade chocante: a maioria dos ingressantes na rede pública é proveniente da rede privada do ensino básico e a maioria dos ingressantes na rede privada é proveniente da rede pública do ensino básico.

18 de setembro de 2016

EU SOU UM REVISOR DE LETRAS MORTAS

Professor Walfrido Vianna* 

Anúbis - O guardião das tumbas e dos mortos (Mitologia Egípcia)

Eu sou um revisor de letras mortas. Tenho sido e durante muito tempo ainda serei (talvez) um revisor de letras mortas. Quem dedica mais da metade útil do seu dia a zelar por artigos agora antigos, dispositivos sem mais valia, caputs ápodes em falecidas normas, é um revisor de letras mortas.

5 de setembro de 2016

REINALDO AZEVEDO: "é SÓ O COMEÇO" (SERÁ?)

ROBERTO BUENO*

*Roberto Bueno. Pós-Doutor. Faculdade de Direito. UnB (CT) / UFU


O sr. Azevedo destilou e atualizou a sua habitual dose de ódio vertida na mídia, desta feita através de ameaçador artigo endereçado ao campo progressista publicado na Folha de São Paulo no dia 02.09.2016. Intitulado "É só o começo", é espécie de aglomerados insanos do qual o único que se extrai são vazões do intestino de um homem habitado por perigosa e voraz patologia violenta. Mesmo quando vivíamos a crueza da ditadura havia esperança ao olhar para dias melhores, mas no mundo do sarcástico sr. Azevedo o que enxergamos é tudo deterioro sob o signo indelével da violência pura em seu cenário de truculência e infâmia.

31 de julho de 2016

UNITED AGAINST HATE, UNITED AGAINST TRUMP

CIRES PEREIRA


NÃO PODEMOS CONTINUAR ALHEIOS ÀS ELEIÇÕES NOS EUA

É preciso, mesmo que não possamos votar, convencer parte do eleitorado dos EUA de que uma possível vitória de Donald Trump significa retrocesso tanto para os EUA quanto para o mundo.

PENSEM NISTO: Caso Trump vença, perguntas, como as que se seguem, serão consideradas no mínimo impertinentes.
Como o mundo deve conter o terrorismo?
Como o mundo deve reverter a crise econômica internacional?
Como cumprir as metas ambientais recém- estabelecidas?
Como reestruturar os órgãos multilaterais?
Como combater a fome e a miséria que acometem quase dois bilhões de seres humanos?
Como acolher os refugiados e deslocados internos, vítimas dos conflitos e do arbítrio em seus países?
O eleitorado dos EUA precisa saber sobre nossa repulsa em relação a Donald Trump. Ocupemos os espaços possíveis nas redes sociais, façamos manifestações diante das embaixadas e consulados dos EUA, enfim é imperativo que se crie uma onda mundial anti-Trump.

                           ###############################

WE CAN NOT CONTINUE TO ALIEN ELECTIONS IN THE USA

It is necessary, even if we can not vote, convincing part of the US electorate that a possible victory of Donald Trump means kicking both the US and the world.

Think about it: If Trump wins, questions such as the following will be considered at least naughty.
As the world must contain terrorism?
As the world must reverse the international economic crisis?
How to comply with the newly established environmental goals?
How to restructure the multilateral agencies?
How to fight hunger and poverty affecting nearly two billion humans?
How welcome refugees and internally displaced persons, victims of conflict and will in their countries?
The US electorate need to know about our disgust with Donald Trump. Occupy the possible spaces in social networks, do demonstrations outside US embassies and consulates, finally it is imperative to create an anti-Trump world wave.

16 de julho de 2016

TURQUIA: MUITO ALÉM DO BÓSFORO E DARDANELOS

Cires Pereira


O IMPÉRIO TURCO OTOMANO 1299 - 1923

Quando se fala em Império Turco Otomano, vem à nossa cabeça a conquista de Constantinopla em 1453 pelo Sultão Fatih Mehmed que pôs fim ao Império Bizantino ou Império Romano do Oriente, correspondente à porção oriental do vasto Império Romano até o século III da era cristã. O Estado Otomano já havia sido fundado há 154 anos por Osman Bey graças à sua habilidade em reunir as tribos turcas e construir uma centralidade político-jurídica e militar.

24 de junho de 2016

A EMPÁFIA DO REINO UNIDO

CIRES PEREIRA

Desde o século XVII, os britânicos passaram a se apropriar de vários territórios pelo mundo e fizeram o que o diabo (capital) mandou. Diziam que tinham um grande fardo a carregar, por isso sua "missão civilizadora". A ordem (do diabo) era escravizar, explorar e aviltar. Deste modo, tiravam muito mais do que colocavam. Inclementes, brutalizavam aqueles que se indispunham contra sua sanha.

20 de junho de 2016

4 de junho de 2016

O POSITIVISMO DE MICHEL TEMER E PORFÍRIO DIAZ

Cires Pereira
O lema do governo Temer é "Ordem e Progresso". Na bandeira brasileira este também é o lema. Trata-se de uma máxima positivista do sociólogo francês August Comte (1798-1855), assim expressa: "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim”.

CADÊ?

Cires Pereira
Cadê o pato?
Cadê a Paulista?
Cadê o "povo"?
Cadê o povo com o pato na Paulista?

FALANDO SÉRIO

Cires Pereira
Poupe-nos das piadas.
Poupe-nos do escracho.
Poupe-nos da zombaria.
Poupe-nos do escárnio.

MÃE

Cires Pereira

Pra Maria, minha mãe...

Acolhe e abraça,
Ampara e afaga,
Admite e aquiesce ... os seus filhos

Amamenta e alimenta,
Cria e adota, 
Aconselha e orienta ... os seus filhos

Lamenta e exulta
Agradece e cobra.
Chora e ri ... pelos seus filhos

Esta é a sua mãe.
Esta é a minha mãe.
Porque mãe são todas iguais.

Felizmente...

SEJAMOS

Cires Pereira
Sejamos coerentes com o que almejamos. 
Sejamos compreensíveis com os hesitantes. 
Sejamos acolhedores com os arrependidos. 
Sejamos pacientes com quem está chegando. 
Sejamos intolerantes contra a corrupção. 
Sejamos implacáveis contra a dissimulação. 
Sejamos audaciosos contra o arbítrio. 
Sejamos honestos na compreensão da realidade. 
Sejamos ousados na formulação do novo. 
Sejamos pertinentes na aplicação do novo. 
Sejamos rigorosos na autocrítica. 
Mas, jamais abdiquemos de sonhar.

27 de maio de 2016

C.P, 16

CIRES PEREIRA

Este é o seu código, mas torço pra que um dia possamos te chamar de Cláudia, Carmem, Cinara, Cleide, Carla ou outro nome com "C". O Brasil, C.P, ainda precisará de muita vergonha pra se desculpar pelo dano que te causou. Somos parte responsável pelo mal que te fizeram. Há uma distância muitíssimo pequena entre uma piadinha misógina e sexista e a brutalidade ocorrida.

22 de maio de 2016

EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO DE NOSSAS CRIANÇAS

PROFESSOR CIRES PEREIRA


Criança é, por definição, todo ser humano na fase inicial (básico e ou fundamental) do processo de aprendizagem ou instrução. Numa perspectiva mais abrangente é todo ser humano nos seus “primeiros passos” do processo de educação.

1 de maio de 2016

1º DE MAIO: DIA DOS TRABALHADORES

CIRES PEREIRA
Hoje não é o dia do trabalho, mas o dia dos trabalhadores.
Não um dia de festas, mas mais um dia de conscientização.
Não um dia de comemorações, mas mais um dia de mobilização.
Não um dia de descanso, mas mais um dia de luta.

HISTÓRIA DO 1º DE MAIO E OS MÁRTIRES DE CHICAGO

Cires Pereira


Amanheceu na barulhenta, fétida e dinâmica Chicago mais um primeiro dia de maio. Naquele 1886, o primeiro dia do quinto mês ficou marcado na história pra sempre. A miséria que acometia a maioria queria tambem desfilar onde só se via uma Chicago opulenta. Trabalhadores e trabalhadoras de todos os cantos da cidade, encheram-se de coragem e afluíram para as vias centrais da cidade até então trafegadas por carros, estes ainda tracionados por animais, uns com mercadorias e outros com granfinos. 

30 de abril de 2016

BOLSONARO: A FACE DO HORROR

PROF. DR. ROBERTO BUENO*


O horror é a face humana para a qual o impensável não tem limitação neste mundo. A realização da barbárie sempre pode superar o terreno da ficção em sua crua e horrenda realidade. A imaginação humana quase não alcança os confins da selvageria que alguns homens carregam em sua composição mental. A ética do Dep. Bolsonaro não alcança o último átomo dos pés do homem primitivo, cujas práticas selvagens visavam a sobrevivência, enquanto este contemporâneo exalta o terror por simpatia profunda.

27 de abril de 2016

MAS, E DEPOIS?

CIRES PEREIRA

Antes... 
Preparamos a terra
Plantamos na terra
Cultivamos a terra
Colhemos da terra
Vivemos da terra

25 de abril de 2016

VOCÊ, SIM VOCÊ MESMO.

Cires Pereira

Você que caminha, vive, ama...
Você que, hesitante, estaciona.
Você que, atemorizado (a), recua.
Você que, confiante, avança.

VOCÊ E O COTISTA

Cires Pereira


Você, sim é com você mesmo, que estuda, que é "branco" e que tem os pais para te deixarem na porta de uma escola que você escolheu.

23 de abril de 2016

RESOLUÇÃO PROVA DE HISTÓRIA 2ª FASE VESTIBULAR UFU ABRIL 2016

PROFESSOR CIRES PEREIRA

COMENTÁRIO GERAL

Prova de História com razoável grau de profundidade, mas muito trabalhosa, ainda que as questões fossem apresentadas em dois itens (a e b). O tempo e os espaços disponibilizados para as resoluções foram, novamente, pequenos e inadequados, o que pode comprometer a qualidade das respostas, logo a seletividade dos candidatos. A banca examinadora da prova de história parece não ter se dado conta de que outras provas estariam sendo tambem feitas pelos mesmos candidatos em exíguas quatro horas.

3 de abril de 2016

VESTIBULAR UFU ABRIL DE 2016: RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA 1ª FASE

 PROF CIRES PEREIRA


11) Alternativa D: Desde o início da Baixa Idade Média verificou-se no ocidente europeu um processo de revivescimento da atividade mercantil. As cidades tornaram-se, novamente espaços, de atração para aquelas pessoas que buscavam sobreviver pelo trabalho ou então para enriquecer pelos seus investimentos. Nestas cidades nascia uma nova elite, a burguesia. O tempo passou a ser uma variável importante de lucro, sua medição tornou-se mais precisa à medida em que os negócios floresciam e a competitividade recrudescia.

7 de março de 2016

ECONOMIA EUROPEIA NA ERA MODERNA: EXPANSIONISMO E MERCANTILISMO

PROFESSOR CIRES PEREIRA


O EXPANSIONISMO MARÍTIMO-COMERCIAL

Ao longo do século XIV a economia na Europa Ocidental encontrava-se fortemente retraída. A superação desta crise não teria sido possível sem a participação, cada vez mais intensa, do poder público ou Estado. A superação dos problemas gerados por esta crise começou com o processo de exploração das águas oceânicas, até então desconhecidas. 

28 de fevereiro de 2016

CBF/SELEÇÃO BRASILEIRA E A TRAGÉDIA DE MARIANA

CIRES PEREIRA


O termo em francês, numa livre tradução, quer dizer a "arte de encenar, de iludir ou de transparecer como verdadeiro algo que não é".

TENSÃO AUMENTA ENTRE XIITAS E SUNITAS

CIRES PEREIRA


A execução do clérigo xiita Nimr al-Nimr na Arábia Saudita, determinada pelo governo, reacendeu a tensão entre os governos saudita e iraniano. A ditadura wahhabista (islamismo sunita) comandada pelo rei Salman bin Abdul Aziz Al-Saud e principal aliada entre os árabes do Ocidente foi duramente criticada pelos lideres xiitas iranianos.

TESTE NUCLEAR NA COREIA DO NORTE

CIRES PEREIRA


Kim Jong-Un, comandante supremo da Coreia do Norte desde 2011, completa 33 anos na próxima sexta-feira. Filho do ex-dirigente Kim Jong-Il e neto do fundador do "Estado Socialista" Kim Il Sung. Uma mesma família comanda o regime desde a década de 1950, configurando uma excrescência, ou seja, nada que se aproxime do conceito "Ditadura do Proletariado" concebido pelo pensador alemão no século XIX Karl Marx.

OS DOIS PESOS E AS DUAS MEDIDAS DE IVES GANDRA MARTINS

CIRES PEREIRA


No dia 02 de dezembro de 2015 o jurista Ives Gandra Martins defendeu o afastamento de Dilma da presidência, valendo-se do seguintes argumentos:

A DESIGUALDADE NO MUNDO AUMENTA

CIRES PEREIRA

A Oxfam (uma ONG inglesa) antecipou alguns dados de um estudo sobre a distribuição da riqueza mundial em 2015 e duas conclusões chamam a atenção de todos.

COTAS

Cires Pereira

É íngreme? 
Há pedregulhos? 
Muitas curvas? 
Escorregadio? 
Altitude? 
Ventania? 
Muito frio? 

Tudo isso junto?

Não tem plano B?.....

Ah bom, pensei que não tinha.

Como é? É só pra quem pode pagar?

Mas, e um plano C, não "rola"?......

Que alívio!
Ah não, só pra alguns sortudos?

COTAS: Muitos ainda consideram um absurdo o que é imprescindível para muitos.

Todos aqueles que entraram nas escolas superiores públicas e gratuitas, pelos planos A (gênios e esforçados), B (ricos e esforçados), C (sortudos e esforçados) e as cotas (não são gênios, não são ricos, mas são esforçados), merecem meu aplauso e meu respeito.

UBERLÂNDIA ESPORTE CLUBE

Cires Pereira

O amor que sentimos por um clube de futebol independe de sua qualidade técnica, pois geralmente torcemos por uma equipe onde jogam pessoas que conhecemos e gostamos. O Uberlândia Esporte Clube é o principal time de futebol representante da cidade em que moro, logo torcemos por ele. Como estou na cidade há muitos anos, há muitos anos torço pelo “Verdão” e ai virou amor.

Carlos Drummond de Andrade é autor de livro de poesias intitulado “Amar, verbo intransitivo”, então o meu amor, um verbo intransitivo, é também incondicional. Não há razões, até mesmo porque estou escrevendo sobre sentimento, para ficar triste com o time do nosso coração. Eventualmente podemos ficar irritados, chateados, mas o amor não diminui, tampouco acaba.

Obviamente que gostaria muito de torcer pelo “verdão” disputando o Brasileirão da série A, representando o Brasil na “Copa Libertadores das Américas”, mas não torceria menos se estivesse disputando o Módulo 2 do campeonato mineiro ou se esforçando pra não ser rebaixado. Definitivamente não importa o adversário do Uberlândia Esporte, torcerei sempre pelo "verde da mogiana" como o locutor Wander Tomaz, gosta de denominá-lo.

Estamos felizes e surpresos com a campanha do Verdão neste campeonato e, a cada jogo, cresce nossa expectativa de que o Verdão conquiste uma vaga na semifinal, no campeonato Brasileiro da série D e na Copa do Brasil. Este seria o melhor cenário para que o “verdão” tenha um calendário. Um calendário consistente e de qualidade que permita a construção e afirmação de um plantel de jogadores identificados com a cidade e o clube.

Melhorando sua qualidade o “verdão” tornar-se-á competitivo para atrair mais torcedores ao Parque do Sabiá, empresas patrocinadoras e cotas de radiodifusão. As receitas então possibilitarão, caso sejam bem gerenciadas, investimentos nas equipes de base e na aquisição de atletas à altura desta qualidade.


Uberlândia é uma cidade com mais de 650 mil habitantes e com grande intensidade esportiva. Muitas são as equipes e os atletas que representam a cidade no Handebol, no atletismo, na natação, no voleibol, no basquetebol e nas lutas por todo o Brasil e Mundo. O campeonato amador de futebol é muito competitivo e organizado, as praças de esportes, piscinas e os campos são bons e muitos. Por fim o Complexo Sabiá (Parque, estádio e arena) que dispensa comentários.

Uberlândia merece ter um time de futebol, quem sabe dois (Atlético Portal está disputando a segunda divisão com dignidade), à sua altura.

GABARITO É UMA ESCOLA

Professor Cires Pereira*
A escola é o espaço mais adequado para a escolarização ou a transmissão e compreensão do conhecimento acumulado pelas gerações pretéritas e o conhecimento de seus contemporâneos. A escola pode (e deve) ser também um espaço de educação, tornando-se a extensão das famílias de seus alunos. Nela, professores, psicólogos, funcionários e diretores, devem cuidar dos alunos com o carinho, o amor e o respeito que estes desfrutam em suas casas.

SOBRE A FELICIDADE

 Cires Pereira


É pensar nos outros e ter a sensação de que pensam em mim. É precisar do outro e ter a impressão de que precisam de mim. 

22 de fevereiro de 2016

ÉMILE DURKHEIM: CONSIDERAÇÕES SOBRE O FATO SOCIAL

Professor Cires Pereira

O “fato social” está presente em todos os tipos de sociedade, desde as mais isoladas e primitivas, onde a consciência coletiva é elevada, até as sociedades complexas e em estágio considerado mais avançado, onde a consciência coletiva encontra-se mais retraída face ao recrudescimento do individualismo. Segundo Émile Durkheim, em sua obra “As regras do Método Sociológico”, publicada em 1895, o fato social (normal) é um fator coercitivo, externo a nós e que molda ou delineia nossas condutas ou atitudes. Fato Social é, portanto, tudo aquilo que direta ou indiretamente materializa a consciência coletiva, logo que exerce sobre o indivíduo uma vontade ou ideia comum fazendo-o aceitar as regras mesmo contrariando sua vontade.

21 de janeiro de 2016

HISTÓRIA DO IRÃ II: MAZDEÍSMO, A RELIGIOSIDADE DOS PERSAS

CIRES PEREIRA

Zaratustra ou Zoroastro
O Zoroastrismo ou Mazdeismo, criado por Zaratustra ou Zoroastro (para os gregos), é uma das mais antigas religiões monoteístas, constituindo-se numa espécie de religião de Estado na Pérsia entre os séculos VI a.C. e o século VII d.C. O livre-arbítrio, a crença na ressurreição e no juízo final, são alguns dos preceitos do zoroastrismo que influenciaram outras religiões, como o judaísmo, cristianismo e islamismo.

HISTÓRIA DO IRÃ I: O IMPÉRIO ARQUEMÊNIDA

CIRES PEREIRA


Esfinges de Dario I - Susa (Irã)
O Irã (antiga Pérsia) é um país privilegiado por sua diversificada e milenar história. Passou a ser mais notado pelas sociedades ocidentais e pelos analistas do Ocidente em razão  da revolução de 1979 quando o regime pró ocidente do Xá Reza Pahlevi foi substituído por uma República Islâmica/Xiita comandada pelo Ayatollah Rubollah Khomeini. É um país majoritariamente muçulmano e com percentual de xiitas maior do que de sunitas. Neste primeiro texto, provavelmente de uma série de cinco, sintetizo a origem, a consolidação e o colapso do Império Persa. Para tanto farei um recorte cronológico que se inicia por na metade do século VI a.C. e se estende até o ano de 330 a.C, quando Alexandre Magno da macedônia se impôs sobre toda a região.

PESSOAS

CIRES PEREIRA

Leio as palavras
Escrevo as formas
Declamo os versos
Recito os sons
Imagino os espaços
e quantifico os números

Qualifico as pessoas ...
quando leio suas palavras
quando escrevo sobre suas formas
quando as declamo em versos
quando as recito em sons
quando as imagino nos espaços
Resistirei sempre em numerá-las.

15 de janeiro de 2016

A IMPERTINÊNCIA DE CHARLIE HEBDO

Cires Pereira
Um ano após o atentado em Paris contra a revista Charlie Hebdo, seus chargistas continuam provocando os extremistas. O atentado fora reivindicado por militantes jihadistas simpatizantes do Estado Islâmico, organização sunita extremista defensora da Jihad e do restabelecimento dos califados teocráticos. Charlie Hebdo não poupa sequer indefesos vitimados pela violência dos extremistas. A bola da vez, pasmem, foi o menino sírio Aylan Kurdi (3 anos) morto durante fuga da síria para a Europa, cujo corpo fora encontrado boiando numa praia da turquia.

12 de janeiro de 2016

CARNAVAL 2016 EM UBERLÂNDIA

CIRES PEREIRA

"A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte"
(Arnaldo Antunes, Sergio Brito e Marcelo Fromer)

11 de janeiro de 2016

VACINA CONTRA DENGUE E A INJUSTIFICÁVEL MOROSIDADE DA ANVISA

CIRES PEREIRA

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a comercialização da Vacina contra a Dengue. Mas ela ainda não está disponível no mercado. A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos precisa definir o valor de cada dose, o que pode levar uns três meses ou mais. Ora, não é necessário, logo injustificável, prazo tão dilatado pra uma simples precificação da vacina.

TENSÃO AUMENTA ENTRE XIITAS E SUNITAS

Cires Pereira

A execução do clérigo xiita Nimr al-Nimr na Arábia Saudita, determinada pelo governo, reacendeu a tensão entre os governos saudita e iraniano. A ditadura wahhabista (islamismo sunita) comandada pelo rei Salman bin Abdul Aziz Al-Saud e principal aliada entre os árabes do Ocidente foi duramente criticada pelos lideres xiitas iranianos.

TESTE NUCLEAR NA COREIA DO NORTE

CIRES PEREIRA


Kim Jong-Un, comandante supremo da Coreia do Norte desde 2011, completa 33 anos na próxima sexta-feira. Filho do ex-dirigente Kim Jong-Il e neto do fundador do "Estado Socialista" Kim Il Sung. Uma mesma família comanda o regime desde a década de 1950, configurando uma excrescência, ou seja, nada que se aproxime do conceito "Ditadura do Proletariado" concebido pelo pensador alemão no século XIX Karl Marx.

2 de janeiro de 2016

RETROSPECTIVA 2015: POLÍTICA

CIRES PEREIRA
Reunião do G 20 na Turquia

Um  ano de importantes encontros e resoluções multilaterais que reforçam ainda mais a tese de que a ordem mundial não pode mais ser regida por um ou por dois governos, a saber: Cúpula do G 7, na Alemanha 7ª Cúpula dos BRICS, na Rússia, Cúpula do G 20, na Turquia e a COP 21, em Paris.