29 de outubro de 2015

A ATUAL CRISE BRASILEIRA



CIRES PEREIRA


Dois tem sido os propósitos iniciais da nova equipe econômica, comandada pelo Ministro Joaquim Levy, diminuir a tensão política e reduzir o índice de desconfiança dos investidores privados. Tais propósitos nos ajudam a compreender o motivo pelo qual esta equipe projetou uma situação das contas públicas com possibilidade de superávit primário e, como sabemos, o setor público deverá ter um déficit em suas contas próximo a 1% do PIB.

24 de outubro de 2015

RESOLUÇÃO QUESTÕES DE HISTÓRIA - ENEM 2015

Professor Cires Pereira


Abaixo as resoluções das 19 questões de História da Prova de Ciências Humanas constituída por 45 questões. Lembro a todos que as questões foram extraídas do Caderno Azul.

21 de outubro de 2015

10 DICAS DE HISTÓRIA PARA O ENEM 2015

PROFESSOR CIRES PEREIRA



Prezados alunos e alunas a seguir um conjunto de temas ou dicas de História que poderão constar na prova de Ciências Humanas do ENEM 2015.  Boa leitura e boa prova pra todos vocês!!!

15 de outubro de 2015

OBRIGADO "MEUS" PROFESSORES. E "MINHAS" PROFESSORAS

Cires Pereira

Tenho sido e continuarei sendo um amontoado de aprendizados, logo sinto-me na obrigação (ética) de agradecer aos meus professores e professoras pelo que tem feito por mim desde o primeiro berro no dia 27 de abril de um ano remoto, mas não muito (hehe).

12 de outubro de 2015

REFORMA PROTESTANTE E CONTRARREFORMA

CIRES PEREIRA

INTRODUÇÃO


No início da Época Moderna críticas à Igreja católica eram frequentes e cada vez mais intensas. Mesmo reprimindo, a Igreja não mais conseguia conter os seus críticos. E o resultado não poderia ser outro: o fim da unidade entre os cristãos ocidentais. As Igrejas cristãs que se constituíram, a partir destas críticas, denominadas protestantes ou reformadas, tinham em comum a não aceitação da autoridade papal.

4 de outubro de 2015

MAIS UMA BARBÁRIE ESTADUNIDENSE

CIRES PEREIRA - 03.10.2015

Arquivo MSF
As forças estadunidenses continuam no Afeganistão desde sua "bem-sucedida" campanha contra os Talebans que tiveram que deixar o governo afegão. Contudo os "Talebans" não se deram por vencidos e continuam atentando contra as tropas de ocupação e o governo alinhado com o "Ocidente".