POEMA: SENTIDOS

CIRES PEREIRA


Digo o que escrevo
Escrevo o que leio
Leio o que vejo
Ouço o que digo

Escrevo o que digo
Digo o que leio
Leio o que escrevo
Vejo o que digo

Vejo o que leio
Escrevo o que ouço
Digo o que ouço
Ouço o que leio

Ouço o que vejo
Leio o que ouço
Vejo o que escrevo
Digo o que vejo

Vejo o que ouço
Escrevo o que vejo
Ouço o que escrevo
Leio o que digo

Sinto quando leio
Sinto quando escrevo
Sinto quando ouço
Sinto quando vejo
Sinto quando digo

Sinto o que sou
Sinto muito
Sou o que sinto
Sim, eu sinto!

Penso o que sinto
Sinto o que penso
Penso e sinto
Sinto, penso...

Existo!
Postar um comentário

POSTAGENS MAIS LIDAS

UNESP 2017 RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA 1ª FASE

"ESQUADROS" DE ADRIANA CALCANHOTO, UMA ANÁLISE

VESTIBULAR UNICAMP 2018 RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - HISTÓRIA

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - FILOSOFIA