VESTIBULAR UFU INVERNO 2014 - DICAS PROVA DE HISTÓRIA 1ª FASE

Cires Pereira


A crise geral no século XIV que se abateu sobre o ocidente europeu cujas implicações foram o colapso do sistema feudal e no início da transição ao capitalismo. A retração econômica e suas implicações políticas e sociais. Atemorizadas diante da iminência de convulsões populares, as elites se uniram em torno da autoridade política a nível nacional tornando possível o estabelecimento do Absolutismo-monárquico - uma ordem política elitista e autoritária.

A Reforma Protestante que significou o segundo grande revés para a Igreja Cristã Romana (o primeiro foi o "cisma do oriente" em 1054), esta reagiu prontamente delineando as bases do que ficou conhecido como a "Contrarreforma". Importa muito considerar a Reforma Protestante como tendo sido um movimento que transcendeu o debate doutrinal e religioso na medida em que resultou de uma multiplicidade de fatores e motivações.

O Iluminismo nos séculos XVII, XVIII e XIX e sua importância para as mudanças econômicas, sociais e políticas na Europa e em suas colônias na América. Mudanças que tornaram possível a consolidação do sistema capitalista. Não ignorem o fato de que entre os iluministas havia duas grandes correntes políticas, moderados (Locke, Montesquieu, Voltaire e radicais (Rousseau). Os moderados defendiam uma ordem política que, mesmo liberal, continuaria excludente, pois não propunham a universalização dos direitos políticos e os radicais que advogavam a tese do direito político para todos os cidadãos.

A Fundação dos EUA no final do século XVIII com a emancipação das 13 colônias frente ao domínio inglês. Considerar o processo como tendo sido uma ofensiva bem sucedida do projeto liberal-burguês com a promulgação da Constituição dos EUA que instituiu uma República Federativa e Presidencialista e assegurou o direito pleno à propriedade privada.

A Grande Guerra de 1914, tambem conhecida como a 1ª guerra mundial. Preocupem-se em considerar o seu caráter - uma guerra motivada sobretudo pelas rivalidades entre o conjunto das principais economias internacionais (capitalistas e imperialistas). Vale considerar que o atentado em Serajevo na Bósnia precipitou a guerra, mas não deve ser visto como motivo principal do conflito. A guerra que a princípio era pra ser rápida gerou um ambiente que facilitou o avanço das correntes de esquerda, principalmente a corrente marxista ortodoxa que tinha como grandes expoentes o Partido Bolchevique de Lênin e Trótsky condutor principal da Revolução Bolchevique na Rússia em 1917 e a fração radical do Partido Social Democrata Alemão que fundou o Partido Comunista Alemão sob a liderança de Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht, dois expoentes do movimento espartaquista alemão.

A crise de 1929 e o colapso do liberalismo clássico. Neste caso observem a natureza desta crise e reconheçam semelhanças entre ela e a crise que se abateu sobre a economia mundial desde 2007/2008. Sobre a primeira crise atentem para os efeitos colaterais da aplicação do New Deal pelo Presidente Franklin Delano Roosevelt, tais como o aumento da dívida pública, o protecionismo alfandegário e o armamentismo que grosso modo colocarão na agenda mundial a inevitabilidade de uma 2ª Guerra Mundial.

As semelhanças e diferenças entre as principais revoluções latino-americanas no século XX com os seus devidos contextos históricos, a saber: a Revolução Mexicana de 1910, a Revolução Cubana de 1959 e a Revolução Nicaraguense de 1979. Observem a preocupação das elites locais com tais ofensivas e considerem como reagiram através de golpes militares contra ordens democráticas como se viu na Argentina em 1966 e 1976, no Chile em 1973 e no Brasil em 1964.

A proclamação do regime republicano no Brasil em 1889 como uma articulação elitista e moderada que fosse capaz de fazer frente às lideranças mais identificadas com as mobilizações e organizações populares. Considerem a importância do crescimento econômico, impulsionado pela cafeicultura no "Oeste Paulista" na mobilização que repercutiu no colapso do Império e na proibição do regime escravocrata sobre a população de origem africana no Brasil.

O Governo Vargas, destaque para o seu segundo governo que ficou marcado por uma avanço mais intenso das forças políticas mais conservadoras como a UDN de Lacerda que estarão na condução do processo político que levou a instalação da Ditadura Militar em meados dos anos 60.

Uma análise sobre as vanguardas artísticas europeias na passagem do século XIX para século XX e suas influências sobre o movimento artístico e literário no Brasil da mesma época. Do mesmo modo a influência do movimento de "contracultura" na Europa e nos EUA na produção artística e literária brasileira nos anos 60 e 70.

As manifestações no Brasil em 2013, a atual situação política brasileira, os escândalos envolvendo partidos e lideranças influentes no país e os efeitos da crise econômica mundial 2007/2014 na economia brasileira.

Aguardem a resolução da prova de história da 1ª fase e dicas para a prova de história da 2ª fase.


Boa Prova!


1