UNICAMP 2014 2ª FASE RESOLUÇÃO DA PROVA DE HISTÓRIA

PROFESSOR CIRES PEREIRA


Caros leitores, especialmente os vestibulandos UNICAMP 2014, farei comentários da parte de História presentes nas nove primeiras questões da prova de Ciências Humanas e Artes. Como era de se esperar a prova apresenta temas relevantes abordadas ao longo de todo o Ensino Médio, portanto um prova seletiva.



01) A) O intuito maior de Otávio Augusto era a afirmação das instituições amparadoras do Império Romano a começar pela autoridade suprema e "augusta" dele mesmo como Imperador. A reurbanização da capital usando materiais mais finos, como o mármore, criava no imaginário coletivo a ideia de que "Roma" era capaz de assimilar e superar suas crises.

B) Medida social: Otávio Augusto reorganiza a sociedade levando-se em conta o critério censitário em detrimento do critério de nascimento, isto é os direitos passam a ser conferidos ao cidadão tendo por base sua renda e patrimônio. Um exemplo a "ordem senatorial" passa a ser constituída pelos cidadãos que possuíssem mais de 1 milhão de sestércios. Abaixo os cidadãos da "ordem equestre" e os cidadãos da "ordem inferior".
Medida política: A centralização e o fortalecimento do Imperador. O senado perde prerrogativas com a criação do Conselho do Imperador. Otávio dividiu as províncias em civis, governadas pelos senadores  e militares, governadas pelo próprio Imperador e por governadores "legati Augusti", nomeados pelo Imperador.




02) A) De todos os reinos bárbaros erigidos após o colapso do Império Romano do Ocidente, o Reino Franco sob jurisdição   de Carlos Magno era o mais extenso. O Papa Leão III pretendia fortalecer mais ainda a autoridade da Igreja sobre os europeus e nada melhor do que dispor de um poderoso aliado como Carlos Magno. Carlos foi então coroado, no natal do ano de 800, pela Igreja que passou a a vê-lo como um novo Imperador dos Romanos e o principal governante cristão de toda a Europa.

B) Denomina-se "Renascimento Carolíngio" um breve período marcado pela efervescência cultural resultado da prosperidade econômica ainda que baseada nas atividades agrárias e na estabilidade política. As autoridades estimularam as artes e as ciências com a criação de escolas e permitiram que houvesse novos templos cristãos construídos tendo como base a estética bizantina.



a) A "Guerra Justa" inscreve-se num contexto marcado pela consolidação dos novos Estados nacionais na Península Ibérica que resultou também das contraofensivas vitoriosas frente aos "infiéis" muçulmanos; pelo início do processo de conquistas de novos caminhos que pudessem levar os navegadores e comerciantes ibéricos às "índias", sobretudo pelo Oceano Atlântico e, por fim, pelo início da colonização nas ilhas do Atlântico, do Caribe, no litoral africano e no continente americano.

b) No processo de conquistas territoriais, os conquistadores depararam com nativos que se valiam de práticas muito estranhas ao universo europeu-cristão como a nudez dos nativos e o politeísmo.


a) A prosperidade econômica no continente europeu capitaneada pelas indústrias reforçou o papel atribuído aos europeus no comércio internacional de produtor e fornecedor de bens manufaturados, com isso a Europa passou a importar cada vez mais matérias primas para serem beneficiadas e alimentos para abastecer uma população que cresceu num ritmo mais intenso diante das perspectivas criadas com a industrialização

b) A melhoria da dieta se explica em razão da importação de todos os "cantos do mundo" de novos tipos de alimentos e em maior quantidade, da melhoria dos equipamentos de beneficiamento que reduz o desperdício e do aumento da produtividade das atividades agrárias na Europa em razão da aplicação de novas técnicas e melhores insumos.


a) O a inépcia do Imperador que traduz a decadência das instituições monárquicas num momento em que o movimento republicano ganha expressão e adeptos suficientes para proclamá-la.

b) O regime imperial para os novos empreendedores num contexto de expansão do café no "Oeste Paulista" e pra sociedade de uma forma geral não conseguia mais atendê-los, pois era visto como uma instituição guarnecedora de uma ordem arcaica e obtusa. As mudanças ensejadas pela expansão do café por São Paulo, como a decadência do trabalho escravo, o abolicionismo, o imigrantismo, e   o aumento do protagonismo político dos militares fortaleciam o projeto republicano.

a) A extensão do direito ao voto para as mulheres, no plano político, e extensão da direitos trabalhistas constantes da CLT às mulheres, no plano social.
b) No Estado Novo prevaleceu a concepção patriarcalista e machista, pois as mulheres continuariam com um papel circunscrito ao lar e responsáveis pela educação informal de seus filhos.

a) A propaganda soviética sugere que as crianças dos operários e camponeses são privadas de condições elementares de sobrevivência em razão da exploração da classe capitalista e da omissão do Estado em assisti-las. A propaganda também sugere que as crianças soviéticas, ao contrário, são amparadas e assistidas pelo Estado que proporciona a universalização e a gratuidade da educação, do lazer, da alimentação e da saúde.

b) A guerra do Vietnã entre 1957 e 1975 e a guerra da Coreia entre 1950  e 1953.



a) A facilidade de comunicação por conta da língua portuguesa, a força econômica brasileira, a importância do Brasil nos fluxos comerciais com Portugal e suas colônias, a grande quantidade de brasileiros de origem africana e a conduta típica do brasileiro que, comumente, resiste aos enquadramentos típicos da cultura formal e de padrão europeu fizeram com que angolanos, caboverdenses e moçambicanos passassem a se identificar mais com o Brasil.

b) Os ventos em favor da liberdade, isto é contra o arbítrio político implantado em Portugal pelos salazaristas culminaram na Revolução de 1974, conhecida como Revolução dos Cravos que restabeleceu a ordem democrático no país instituindo uma república parlamentarista desde então.Este desejo de liberdade tornou-se também intenso nas colônias portuguesas no continente africano, como Angola, colaborando para suas independências logo em seguida.




a) A inflação é o aumento persistente e generalizado, medido num certo período, no valor dos preço de bens e serviços que adquirimos.

b) O governo Sarney 1985/1990 implantou o Plano Cruzado no qual estabelecia o congelamento dos preços de bens e serviços, o intuito era estancar a inflação e, pelo menos, manter o poder de compra dos salários pagos aos trabalhadores. Como efeitos imediatos podemos destacar os aumentos das demandas e do consumo e ágio da maioria destes bens e serviços, pois a produção e a mão-de-obra destes serviços não ampliaram na mesma medida. O governo foi forçado a fazer reparos, inscritos no Plano cruzado II, que também não surtiu o efeitos desejados como a estabilização dos preços e o crescimento da economia.
0