TAIGUARA, TEU SONHO NÃO ACABOU.

Cires Pereira - setembro 2013


Taiguara um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira, um brasileiro que curiosamente nasceu no Uruguai em 1945, faleceu em 1996, deixando um repertório de muita qualidade, lirismo e combatividade. Jamais sucumbiu às pressões típicas de uma ordem repressora como o regime ditatorial implantado pelas forças armadas no Brasil desde 1964. Muito cedo viu que o curso de Direito era muito pouco e pequeno, deixa a faculdade e passa a se dedicar à Música.

Participou de vários festivais de música. Obteve grande projeção nos anos 1960 e 1970. Compôs verdadeiras joias da MPB "Teu sonho não acabou", "Hoje", "Universo do teu corpo", "Viagem" e "Que as Crianças Cantem Livres". 

No ano de 1970 lanço o Álbum "Viagem", um marco em sua carreira e um dos discos fundamentais para conhecer melhor sua trajetória e também um dos trabalhos mais significativos da música brasileira. Neste disco as participações de Zé Rodrix, Wagner Tiso, Nivaldo Ornellas, Lindolfo Gaya. A Faixa inicial era a mais famosa "Universo no seu corpo" e a última faixa "A viagem", um de seus maiores sucessos e sem dúvida, um momento mágico de inspiração em sua carreira. Em outras palavras, somente este disco já coloca taiguara como um dos maiores da MPB, pois um disco que começa com "Universo" e fecha com "A viagem" dispensa comentários. 

Ganhou notoriedade não apenas pelo conteúdo da sua obra mas também pela militância contra a censura, para se ter uma ideia disto Taiguara teve 100 composições vetadas pelo crivo da ditadura militar. Entre 1973 e 1975 estabeleceu-se Londres, numa espécie de auto-exílio.

Ao voltar ao Brasil os problemas com a censura ficaram ainda mais intensos, chegou a ter um espetáculo vetado pelo regime militar. Frustrado deixa novamente o Brasil e por muitos anos "perambulou pelos Continentes africano e europeu. Só voltaria ao Brasil em meados dos anos 80. Em 1984 lançou o Álbum "Canções de amor e  liberdade", neste Álbum duas preciosidades "India" e "Estrela vermelha" que, embora pouco conhecido do grande público, é para mim o seu melhor trabalho. Aqui as "canções de amor e liberdade"

fáz de Taiguara um lutador incansável por uma América Latina unida livre e justa.
Apresento-lhes uma das composições mais significativas, "Teu sonho não acabou", música do Álbum "Taiguara, piano e viola", lançado em 1972. Tentei colher uma das "estrelas" de Taiguara, cujo "brilho" é perfeitamente perceptível a quem se dispõe a bebê-lo "... até entender". 

Acesse a interpretação de próprio Taiguara

https://www.youtube.com/watch?v=xIY9DRMGaek

Teu sonho não acabou

Hoje a minha pele já não tem cor
Vivo a minha vida seja onde for
Hoje entrei na dança e não vou sair
Vem eu sou criança não sei fingir

Eu preciso, eu preciso de você
Ah eu preciso, eu preciso, eu preciso muito de você

Lá onde eu estive o sonho acabou
Cá onde eu te encontro só começou
Lá colhi uma estrela pra te trazer
Bebe o brilho dela até entender

Que eu preciso, eu preciso de você
Ah eu preciso, eu preciso, eu preciso muito de você

Só feche seu livro quem já aprendeu
Só peça outro amor quem já deu o seu
Quem não soube à sombra não sabe à luz
Vem não perde o amor de quem te conduz

Eu preciso, eu preciso de você
Ah eu preciso, eu preciso, eu preciso muito de você
Eu preciso, eu preciso de você
Nós precisamos, precisamos sim, você de mim eu de você

0