POEMA: O MITO

Cires Pereira

Se publicizo o mito, minto.
Se oculto o mito, minto.
Se ignoro o mito, minto.
Incólume ao mito, minto.
Venero havendo algo para idolatrar.
Idolatro havendo alguém para adorar.
Adoro havendo o que venerar.

Muito cheio de tudo isso, esvazio.
Ignoro tudo e todos.
Mas, um ser sociável, só?
Improvável, impensável, impossível.

Me empanturro ao recolher, 
Me encho ao retomar, 
Me sacio ao reconsiderar,
O mito.

Confortável, volto a adorá-lo.
A aceitá-lo.
A possibilitá-lo.
A reforçá-lo. 

Um dia, (uma possibilidade) descontinuarei.
Desconstruirei, desmontarei.
Resistirei ao mito, irresistivelmente com outro,
Mito.

Agora não, acalma-me (ou me apequena?) 

A presença, a constatação dele.
Do mito.
0