11 de abril de 2014

PERSEVERE GABRIEL, PERSEVERE !

Cires Pereira - Dezembro de 2013

Gabriel com Uma de suas Mães
Gabriel Massote tem travado uma guerra hercúlea contra o tumor. Todos os recursos disponíveis pela ciência tem sido de algum modo levado em conta como coadjuvante desta "guerra" contra o o câncer. "Vitória", nome que damos para a medula doada, infelizmente não pegou, o que não quer dizer que a guerra terminou. Os avanços da medicina parecem ser tão surpreendentes e infinito quanto tem sido as doenças, ainda não foi possível vencer a enfermidade de Gabriel. Mas, acima de tudo ainda é possível vencê-la.


Embora seja um "zero a esquerda" em relação à medicina, tenho acompanhado com atenção aos seus avanços. Muitas enfermidades ditas incuráveis há um século e algumas há dez anos tem sido hoje enfrentadas com 100 % de possibilidade de cura. Muitos tumores quando diagnosticados precocemente são enfrentados com muito êxito, as drogas usadas tem tido decrescentes índices de colateralidade. Cientistas pelo mundo todo tem conquistados espaços que, há dez anos, eram sequer imaginados.

Nesta nave, constituídas por três poderosíssimas armas, dirigida por Gabriel na Guerra contra o câncer uma destas armas tem sido a ciência, mais precisamente a medicina oncológica. Esta arma tem possibilitado a Gabriel forças físicas para  o enfrentamento dos sintomas do tumor. O tumor ainda, reitero, ainda não foi vencido, mas o fato de Gabriel ter podido resistir aos seus sintomas o que sinaliza para uma vitória nesta "guerra".

Gabriel, seus olhos numa só direção, he he.
A outra arma a bordo desta "Nave" tem sido a sensibilização proporcionada pela sua "incansável" luta contra a doença. Milhões, Gabriel, milhões de pessoas tiveram conhecimento de sua guerra e acompanham com muito interesse e respeito. Todos torcem para um lado só nesta guerra, todos torcem por você. Mais do que torcem, suplicam às forças abstratas e com potencial inimaginável por você. Não consigo imaginar quantas pessoas  neste momento rezam pelo seu pronto restabelecimento. 

Você sabe porque tudo isso? 

Fico tentando compreender como você caiu "no gosto popular, não deve ser pela cor de seus olhos ou pelo brilho de sua cabeça que, por razões óbvias, encontra-se "pelada", tambem não pode ser por estarem , no caso das meninas, apaixonadas por você, afinal de contas deu até no "fantástico" que você é um cara casado  e muito bem casado.

Pra responder a indagação terei que falar da terceira arma a bordo desta nave por você pilotada, a perseverança. Perseverar significa explorar todas as nossas potencialidades ou forças nesta que é a guerra (não só sua) de todos nós, a guerra pela vida. Estas potencialidades nos foram dadas por DEUS. Explorá-las e fazer uso delas, significa uma clara demonstração de amor a DEUS. Há uma diferença entre as pessoas enfermas e as pessoas sem enfermidades, as primeiras lutam com maiores dificuldades pela vida. São estas "maiores dificuldades" que fazem destas pessoas comuns, pessoas incomuns. Você persevera na plenitude, logo você demonstra crença em DEUS. Assim, levando-se em conta a magnificência e a onipotência divinas, você vencerá, isto é viverá. 

Mais quais seriam as condições desta Vida (a sua, a minha, a nossa, a de todos)? 

Resposta para esta pergunta não temos. Seria chato, muito chato, termos a exata percepção do futuro. O ser humano perderia certamente o que há de mais fantástico, a imprevisibilidade. Ainda bem que não temos a exata ideia do que acontece conosco amanhã ou depois de amanhã.

Viva, Gabriel, viva. Mas para isso, persevere Gabriel, persevere!
Postar um comentário