GABRIEL GARCIA MÁRQUEZ

Cires Pereira 

Gabriel Garcia Márquez
Gabriel García Márquez nasceu na cidade de Aracataca na Colômbia no ano de 1928, laureado com o Prêmio Nobel de Literatura em 1982 em razão do conjunto de uma obra grandiosa em tamanho e em qualidade, destacando “Cem anos de Solidão” livro publicado em 1967 e outra referência de leitura, publicada nos anos 80, o “Amor nos tempos do Cólera”.

Escritor, Jornalista e Diretor de Cinema (em letras maiúsculas por razões óbvias), Gabriel militou no jornalismo por muitos anos, especialmente ao longo dos tensos anos 60 e 70. No início da década de 1960, estabeleceu-se nos EUA como correspondente, contudo as perseguições empreendidas pela CIA (Serviço Secreto Americano) por conta de sua assumida posição favorável à revolução conduzida por Fidel Castro e Che Guevara o fizeram transferir-se para o México.

"Cem Anos de Solidão" é obra mais significativas obras do "Realismo Fantástico". Este estilo apresenta como traços marcantes fatos mágicos surreais vistos pelos personagens como algo normal e convencional que faz parte do mundo; as previsões e as intuições dos personagens como se isso fizesse parte dos sentidos humanos normais; eventos que "salpicam" a narrativa sem que haja uma explicação plausível ou convincente; a distorção do tempo e a mescla entre o real e o fantasioso. Um bom exemplo na teledramaturgia brasileira foi a novela "Saramandaia" de Dias Gomes no ano de 1976 e que mereceu um "remake" assinado por Ricardo Linhares da Rede Globo neste ano.

A história se passa numa aldeia imaginária denominada Macondo num canto qualquer da América latina, uma aldeia fundada pelo clã Buendia-Iguarán. José Arcadio Buendia e Úrsula Iguarán tiveram três filhos: José Arcadio, um filho viril e trabalhador; Aureliano, um filho mais introvertido e pensante e Amaranta, uma filha mais caseira e Rebeca, uma órfão que foi adotada pelo casal. A história desenrola-se à volta desta geração e dos seus filhos, netos, bisnetos e tataranetos. Úrsula, a matriarca viveu e acompanhou toda as quatro gerações retratadas na obra. É sob o olhar de Úrsula que as histórias dos herdeiros se desenrolam. Com este olhar deparamos que as características físicas e psicológicas dos seus herdeiros estão vinculadas aos nomes da segunda geração: José Arcadio e seus herdeiros são impulsivos, extrovertidos e trabalhadores enquanto que Aureliano e seus herdeiros são pacatos, estudiosos e muito introvertidos, cabendo então aos "Aurelianos" a incumbência de desvendar os misteriosos pergaminhos de Melquíades, amigo do patriarca José Arcadio Buendía. A história então gira em torno desta família e dos pergaminhos de difícil decifração. Gabriel Garcia Márquez, também chamado pelos seus amigos de GABO, consegue de maneira inigualável tornar Macondo e os seus habitantes inesquecíveis. Esta obra por si só mereceria todos os prêmios.

Em meados dos oitenta, GABO nos brinda com o igualmente "clássico", o "Amor nos tempos do cólera", gostei mais deste do que "Cem anos de solidão. Como o próprio escritor confidenciou, a narrativa tem como referência a situação vivida pelos seus país Gabriel Elígio Garcia e Luiza Marquez. A história gira em torno da paixão entre Florentino Ariza, um telegrafista, poeta e violinista por Fermina Daza no final dos "oitocentos". O Coronel Nicolas e pai de Fermina não consentia este romance, motivo pelo qual Fermina foi forçada a uma viagem pelo interior, mesmo assim Gabriel empreendeu um jeito de comunicar-se com Fermina por telegramas. 

O amor de Florentino Ariza e firmino é interrompido pelos preconceitos e hipocrisias da sociedade da época. Florentino Ariza jurou amor eterno a Fermina mesmo quando esta se casa com Juvenal Urbino. Com o falecimento de Juvenal, depois de 53 anos, 7 meses e 11 dias, Florentino Ariza enfim tem Fermina em seus braços. Neste longo período Florentino Ariza fez fortuna, relacionou-se com muitas mulheres sem jamais ter se comprometido com elas para que, livre, pudesse um dia ter Fermina. O romance nos remete a três temas muito caros: o amor, a velhice e a morte.

 

Em 2007 o escritor permitiu que o livro ganhasse uma versão para o cinema, na telona o filme foi protagonizado por Javier Bardem, seguramente o melhor ator espanhol em atividade, no papel de Ariza e Giovanna Mezzogiorno no papel de Fermina. Ao meu ver a direção de Mike Newell e as interpretações de Javier Bardem e Giovanna Mezzogiorno estiveram à altura do romance, destaco tambem a participação de Fernanda Montenegro que fez o papel da mãe de Fermino Ariza. 

Gabriel Garcia Márquez já octogenário foi forçado a abandonar a escrita, pois teve que enfrentar de maneira exitosa um câncer linfático, embora não pudesse evitar o agravamento da "demência senil", doença muito comum entre os seus parentes. A demência senil é uma doença degenerativa que compromete progressivamente a memória e a capacidade de pensar com clareza, tem também como sintoma expressivo as mudanças de humor e de personalidade. Reside com sua família no México.

Este é o primeiro porto da "viagem" que faço pela literatura latino-americana. Os próximos portos serão no Peru de Vargas Llosa, na Argentina de Jorge Luis Borges e no México de Octávio Paz.
Postar um comentário

POSTAGENS MAIS LIDAS

UNESP 2017 RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA 1ª FASE

"ESQUADROS" DE ADRIANA CALCANHOTO, UMA ANÁLISE

VESTIBULAR UNICAMP 2018 RESOLUÇÃO PROVA HISTÓRIA

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - HISTÓRIA

ENEM 2016-2 DEZEMBRO RESOLUÇÃO CIÊNCIAS HUMANAS - FILOSOFIA