DICAS DE HISTÓRIA E ARTES UNICAMP 2ª FASE 2014

Professor Cires Pereira


Nos dias 12, 13 e 14 de janeiro de 2014 serão aplicadas as provas de 2ª fase do Vestibular UNICAMP, no segundo dia serão aplicadas provas de Ciências Humanas e Artes e Língua Inglesa. O vestibulando tem a sua disposição quatro horas (entre as 13 e 17 horas) para responder as 24 questões discursivas propostas, sendo nove questões de Geografia, nove questões de História e Artes e outras seis questões de Língua Inglesa.


Acesse o link sobre os comentários da prova de história na 1ª fase do vestibular UNICAMP 1ª fase:


Comumente as questões de Ciências Humanas e Artes (Historia, Geografia) observam a capacidade do vestibulando em compreender os textos enunciados, em interpretar expor conceitos e, principalmente, contextualizar os fatos inscritos no tempo e no espaço. Textos, quadros, gráficos, gravuras charges, fragmentos de discursos são apresentados nas questões para serem lidos conectando-os com as problematizações.  O vestibulando também deverá  associar abordagens interdisciplinares, diferentes formas de registro e diferentes temas dentro da área das ciências humanas e das artes.
A seguir 12 dicas de temas de História que poderão ser cobrados pelos "examinadores".

1 -  A crise e o colapso do Império Romano do Ocidente nos séculos III ao V  relacionados com as incursões e fixações "bárbaras" na Europa Ocidental ao longo dos séculos IV, V e VI e a exponenciação do poder e influência da Igreja Cristã no Ocidente.

2 - A crise no século XIV e sua relação com o processo de transição de uma economia de subsistência para uma economia de mercado, a denominada transição do feudalismo ao capitalismo no Ocidente europeu e suas repercussões na América que, concomitantemente fora conquistada e colonizada pelos europeus.

3 - O ciclo revolucionário liberal, com destaque para as mobilizações liberais no contexto da restauração legitimista na Europa sob o comando da Santa Aliança, é possível que peçam para relacionar esta nova situação ensejada pelo triunfo do projeto liberal ao crescimento econômico na esteira da mecanização do processo de beneficiamento, denominada de Revolução Industrial.

4 - As bases do forte crescimento econômico dos EUA após a guerra civil em 1861-1865 com destaque para a crescente confiança dos empreendedores no modelo liberal econômico vigente, nos governos e no Estado norte-americanos. Certamente será preciso estabelecer uma conexão com a colonização de fato do "Oeste" e a liberação da mão de obra em todo o território com a proibição da escravidão sobre os afrodescendentes.

5 - O avanço da influência dos militares brasileiros nas definições políticas do Brasil na segunda metade do século XIX e sua relação com o fortalecimento da alternativa republicana que culminaram na proclamação da República em 1889.

6 - O processo de secularização, isto é o esmorecimento das concepções derivadas das conveniências eclesiásticas e dos limites impostos pelos dogmas da fé e o avanço do experimentalismo e do racionalismo  com destaque para as posições de Decartes, Locke e Kant.

7 - Os conflitos da primeira metade do século XX e suas vinculações com o avanço das esquerdas, especialmente daquelas vertentes identificadas com o socialismo real implantado por Josef Stalin.

8 - O populismo  na América Latina enquanto um meio de conter o avanço das esquerdas revolucionárias, sobretudo na Argentina com Irigoyen (1916-22 e 1928-30), com Perón (1946-1955) e no Brasil com Vargas (1930-1945) e com Calles (1924-1934) e Cárdenas (1934-40).

9 - O golpe militar no Brasil (em 2014 este tema será muito lembrado em razão 50 anos, da exumação dos restos mortais de Jango e da hipótese de JK ter sido assassinado), inscrevendo-o no contexto da Guerra Fria.

10 - O quadro geral internacional com destaque para os crescentes movimentos clamando pelo fim das ditaduras (laicas ou religiosas) no Norte de África e no Oriente Médio, conectando estes eventos com o avanço das informações e das organizações pelas redes virtuais.

11 - O movimento contracultura no final dos anos 60 e sua relação com as mobilizações em favor da liberdades, da paz e da democracia. Jack Kerouac, Andy Warhol e o Pop Art, Bob Dylan, Allen Ginsberg, Joplin, Hendrix e outros.

12 - Uma comparação entre os estilos arquitetônicos europeus: Romanesco, Gótico, Renascentista e Barroco barroco destacando suas semelhanças, seus contextos e suas diferenças.

A todos bons estudos e uma boa prova.

0