13 de abril de 2014

"BLOG DO CIRES" AGORA É "ESCRITA GLOBAL"

Prezados leitores e prezadas leitoras do "blogdocires".


Optei por mudar o nome do site para http://www.escritaglobal.com.br/, o fiz ciente de que a maioria dos leitores e leitoras, sobretudo os que tem visualizado o meu site de várias partes do mundo, identificará melhor com um site menos pessoal e mais universalizado . Após alguns contatos constatei que não são apenas brasileiros, o que me deixa surpreso e desafiado. Independentemente de concordarem ou não com o conteúdo/juízo em meus textos, tem acolhido muitíssimo bem face, segundo eles, à consistência dos argumentos, minha lealdade aos fatos e o respeito que tenho a todos os personagens, do presente e do passado, que "desfilam" neste blog.

Tenho procurado estabelecer um conexão com os leitores e leitoras, procurando na medida do possível atendê-los em suas diversas demandas. Um exemplo disto foi  um apelo que recebi do Professor Anwar, um cidadão malaio, professor de matemática e muçulmano, que muito gostaria de ler algo sobre seu país escrito por um brasileiro. Disse-lhe que pouco sabia sobre seu país, mas que tentaria algo, assim escrevi e postei um texto sobre a Malásias,  texto que tem tido boa receptividade na Malásia, provavelmente mais pela minha deferência ao povo malaio do que  pelo texto em si. O mais importante é que ganhei um amigo, o que já me deixa realizado. Esta tem sido a minha postura escrever sobre todos e sobre tudo sem abdicar das minhas convicções, contudo procurando respeitar e ouvir os contraditórios.

Reconheço todos os meus limites e minhas condições precárias. Os limites, creio que vocês percebem isto muito claramente, são de várias ordens: dificuldade com a nossa língua que é muito complexa, criatividade e variabilidade na construção dos textos e, principalmente, o meu pouco conhecimento ainda sobre a cultura e a ciência de um forma geral. As minhas condições são precárias  em razão do tempo que é curto tanto para as pesquisas quanto para a construção dos textos e da falta de recursos financeiros que possam melhorar a apresentação do site. Definitivamente este site não é e não será o meu "ganha-pão". É preciso, para ser fiel, sobretudo às minhas convicções, que o site seja independente. Pretendo que o  site continue sendo apartidário, laico e multicultural, o que não significa que ele não possa ter um lado, não possa ter uma posição formada. 

Jamai cri na neutralidade, tenho uma posição e a defenderei com todas as minhas energias. Tenho procurado dialogar com todos os que de alguma forma de se manifestado diante das minhas posições presentes nos textos, continuarei fazendo isto com respeito e com entusiasmo. No site há uma ferramenta (moderação dos comentários) que só uso em caso de flagrante apologia ao crime de toda espécie, em casos de ofensas de ordem pessoal e intolerâncias quanto às opções de credo e de sexo. Mesmo assim, antes de usá-la tentarei ponderar "inbox" com o leitor ou a leitora.

O nome "Escrita Global" exprime melhor as razões que me levam a escrever sobre um tema, a natureza do site e o seu alcance. Pretendo continuar escrevendo sobre tudo e sobre todos, sobre o passado, sobre o presente, sobre o Brasil e sobre os povos espalhados pelo "nosso globo". Ciente das minhas limitações, procurarei sempre melhorar na construção dos textos, na argumentação das minhas posições, na apresentação das fontes, na gramática. Mesmo que corra o risco de parecer ridículo pra uns e, ao mesmo tempo, esclarecedor e importante para outros, continuarei gritando, expondo, gesticulando, sussurrando e ousando, ousando sempre.

Obrigado a todos vocês e continuem lendo e, acima de tudo, ousem também. Como dizia o saudoso Raul Seixas "..tomar banho de chapéu ou discutir Carlos Gardel...".


Postar um comentário